Em nota, Prefeitura de Cordeirópolis afirma que não utilizou vacina vencida contra o coronavírus

Na tarde desta sexta-feira, após denúncia feita pelo Jornal Folha de São Paulo, secretarias de Saúde de vários municípios precisaram se posicionar sobre a possibilidade de aplicação de dose vencida, da vacina AstraZeneca. De acordo com o jornal, pelo menos 26 mil doses vencidas da vacina AstraZeneca foram aplicadas em diversos postos de saúde do país, o que compromete sua proteção contra a Covid-19. Os dados constam de registros oficiais do Ministério da Saúde. Até o dia 19 de junho, os imunizantes com o prazo de validade expirado haviam sido utilizados em 1.532 municípios brasileiros.

Em Cordeirópolis, em nota oficial, a Prefeitura diz que “a Secretaria de Saúde de Cordeirópolis informa que nenhuma dose da vacina AstraZeneca foi aplicada fora do prazo de vencimento no município. O lote 4120Z005, citado nesta sexta-feira (2) em apuração na Folha de São Paulo, apresentava data de validade até 14 de abril. Porém, todas as doses desse lote foram aplicadas até o dia 26 fevereiro, ou seja, bem antes do prazo de vencimento da vacina”.

 

 

Compartilhe esta notícia, escolha sua plataforma preferida!